3 CUIDADOS PARA A LOGÍSTICA DE BENS PERECÍVEIS

  09/08/2017 - Por : -

Quem trabalha com distribuição de produtos sabe que a embalagem é relevante para o transporte. Sendo assim vamos falar sobre 3 cuidados para a logística de bens perecíveis.

Por meio dela é possível aproveitar melhor o espaço e garantir que a mercadoria esteja segura. Porém, quando se trata da logística de bens perecíveis, tudo fica mais difícil.

A gestão desse processo deve considerar uma série de fatores, como as restrições da legislação e condições de armazenamento, preservação e transporte.

Por isso, é uma operação complexa e na qual diversas adversidades são enfrentadas, como estradas ruins, climas diversos e manutenção da qualidade.

Como lidar com isso? É o que vamos mostrar neste post. Apresentaremos como funciona a logística de itens perecíveis e de que forma obter mais eficiência nesse processo.

Então, vamos lá?

Como funciona a logística de bens perecíveis?

Os itens que podem estragar e possuem data de validade são enquadrados na categoria de bens perecíveis.

Eles são sensíveis ao processo de deterioração física, química e biológica e, portanto, podem ter prejudicada sua qualidade de consumo se não forem bem armazenados.

Os principais produtos classificados dessa forma são os alimentos.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a responsabilidade da segurança dos alimentos é dos integrantes da cadeia produtiva.

Para isso é necessário evitar a deterioração nos processos de armazenagem e transporte por meio do conhecimento das restrições de perecibilidade de cada item.

De modo geral, há duas condições que devem ser analisadas para preservar os alimentos:

  • físicas: tipo de embalagem, vibração e impacto no transporte, cuidados no manuseio, boas formas de estocagem e empilhamento etc.;
  • químicas e biológicas: controle de umidade, temperatura para o armazenamento e transporte, necessidade de ventilação e iluminação, tempo, risco de contaminação, entre outros.

Quais são os cuidados a serem tomados com esses processos logísticos?

Existem 3 detalhes principais que devem receber sua atenção para fazer a logística de itens perecíveis. São eles:

Acondicionamento

Refere-se ao tipo de embalagem, ou seja, a caixa que embrulhará o produto e também os paletes, contentores e contêineres que vão acomodar o item desde a armazenagem até o transporte ao ponto de venda.

As principais funções das embalagens são:

  • primária: empacota o alimento e disponibiliza ao consumidor final pelo varejo;
  • secundária: pode ser a bandeja ou filma que envolve a embalagem primária para aumentar a segurança;
  • terciária: são os contentores, que facilitam o manuseio da carga e unitizam as embalagens secundárias;
  • quaternária: são as paletes do padrão PBR, que é adotado no Brasil, e unitizam os contentores para o transporte;
  • quinária: é adotada para o transporte. Pode ser contêineres refrigerados padrão ISO (que é universal) ou isotérmicos, ou ainda embalagens especiais.

Armazenagem

O processo de armazenamento requer muito manuseio e, por isso, pode aumentar a chance de danificar a embalagem.

A ideia é adequar instalações físicas, equipamentos, expedição e processos de recebimento para as restrições dos bens perecíveis. Confira:

  • equipamentos: devem possuir sistemas antivibração e serem operados por profissionais com experiência;
  • instalações prediais: precisam ter uma temperatura ideal para a preservação dos bens perecíveis. Além disso, devem ser higienizadas frequentemente para evitar os riscos de contaminação e seguir os padrões da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa);
  • estocagem: prioriza-se, nesse caso, a manutenção de espaço entre os paletes para haver a ventilação e acesso adequado. Lembre-se de seguir o controle de estoque First In, First Out (FEFO), que significa que o primeiro que vence é o primeiro que sai.

Transporte

Esse processo deixa o bem perecível mais suscetível ao clima, intempéries e manuseio inadequado.

Apesar de não haver o controle total da carga que sai do armazém, é preciso criar estratégias para preservar o produto. Uma delas é a escolha da transportadora. Outros fatores são:

  • embarque e desembarque: os bens perecíveis devem ser paletizados para passarem pela expedição e recebimento a fim de evitar choque térmico e contaminação externa;
  • transporte: as embalagens e contêineres precisam amenizar a variação de temperatura e fazer a ventilação adequada dos alimentos. Além disso, deve-se evitar o excesso de umidade e a condensação no transporte por meio do cumprimento do padrão de cada produto.

E você, já toma esses cuidados com a logística de bens perecíveis?

Se gostou deste conteúdo, aproveite e assine a nossa newsletter para ter acesso a mais materiais relevantes para o seu negócio.

Avalie esse Post

3 CUIDADOS PARA A LOGÍSTICA DE BENS PERECÍVEIS
4.7 (93.85%) 26 votes