REDUZIR CUSTOS COM AS COMPRAS DA SUA EMPRESA – 7 DICAS IMPERDÍVEIS

  31/08/2017 - Por : - 7 dicas para reduzir custos com as compras da sua empresa

As compras corporativas têm um grande impacto no faturamento da empresa. A ideia é sempre a de reduzir custos, mas na prática nem sempre é fácil saber como aplicar essa ideia. Afinal, não basta cortar custos, é preciso manter a qualidade dos produtos e serviços.

Ter esse conhecimento, porém, é imprescindível. Ele ajuda a aumentar a competitividade da sua empresa e traz mais eficiência aos processos.

Sem contar que mantém as contas do negócio em dia.

Para entender melhor como reduzir os custos nas compras empresariais, este post vai trazer algumas dicas práticas para aplicar no seu empreendimento.

Que tal saber mais?

Veja as dicas para reduzir custos no setor de compras a partir de agora:

1. Organize o setor de Compras

Esse departamento muitas vezes é entendido como um setor de despesas.

Quando isso acontece, a equipe deixa de contribuir com o restante da organização, o que ocasiona diversos problemas e causa o aumento de custos.

A dica, aqui, é manter os processos de compra planejados com eficiência para mudar esse cenário, reduzir custos e transformar o setor de Compras em uma área estratégica.

Para conseguir isso, considere as compras recorrentes, os novos itens que precisarão ser adquiridos e os projetos da empresa.

A partir do planejamento fica mais simples identificar os pontos que merecem atenção.

Assim é possível focá-los e encontrar estratégias e alternativas que permitam a redução de custos.

Veja também: COMO FAZER UM PLANEJAMENTO ORÇAMENTÁRIO PARA O SETOR DE LOGÍSTICA.

2. Otimize a gestão do estoque

Os produtos armazenados geram custos para a empresa.

É importante ter um bom equilíbrio para evitar a falta deles – o que pode levar à perda de negócios e oportunidades – e, ao mesmo tempo, evitar gastos excessivos com o estoque.

O ideal é contar com um software que permita gerenciar essa questão. No entanto, você também precisa avaliar outros elementos.

É preciso analisar o histórico de vendas e identificar os produtos que têm mais e menos giro.

Aproveite para identificar períodos de sazonalidade, quando as vendas de determinado item aumentam ou diminuem.

Assim, você pode se planejar para essas situações e fazer um gerenciamento de estoque mais eficiente.

Leia mais: 6 PASSOS PARA FAZER UMA GESTÃO DE ESTOQUE EFICIENTE.

3. Selecione os fornecedores adequados

Esses parceiros devem ser estratégicos, porque ajudam a manter a qualidade dos seus produtos e serviços e assegurar a entrega dos itens no prazo.

Portanto, escolher os melhores fornecedores é fundamental.

Isso significa aliar qualidade e preço, ou seja, considerar o melhor custo-benefício.

Além disso, é necessário fazer um bom processo de avaliação e homologação de fornecedores, que contempla a análise da saúde financeira, cobertura geográfica, cumprimento a normas de qualidade, flexibilização de pagamentos e referências positivas de outros clientes.

4. Utilize uma plataforma de e-procurement para reduzir custos

Essa solução é importante para qualquer tipo de empresa, mas é ainda mais fundamental para as que trabalham no modelo B2B.

É dessa forma que se consegue encontrar parceiros específicos e mais adequados às suas necessidades.

A plataforma também oferece mais controle e acesso sobre os serviços de compras e preços de distribuição. O resultado é a otimização de processos, redução de custos e eficiência lucrativa e operacional.

É importante destacar que as compras estão envolvidas nas tomadas de decisão estratégicas, porque esse setor agrega valor tanto em questão de consciência do aumento de gastos quanto do potencial de lucro de compras.

Quer conhecer a ferramenta de e-procurement da IBID? Solicite uma demonstração gratuita e saiba mais sobre a nossa plataforma e como podemos lhe ajudar.

5. Crie indicadores e gerencie os resultados

O gerenciamento só pode ser feito se você acompanhar os resultados. É necessário estabelecer metas para todos os setores, especialmente para o de Compras, que abrange investimentos financeiros.

Os indicadores são uma forma de avaliar o alinhamento dos processos e verificar se os resultados são condizentes ao esperado.

Quando algo errado for identificado, é possível ajustar no tempo adequado, evitar falhas, reduzir custos e aprimorar os procedimentos em ciclos contínuos.

6. Ajuste o orçamento às necessidades do estoque

A lista de compras da empresa deve estar compatível com o orçamento disponível no período.

Assim, as áreas de Compras e Financeira devem estar alinhadas, para que a primeira saiba das projeções de fluxo de caixa e projeções de receita.

7. Compre com base no Lote Econômico de Compras para reduzir custos

O objetivo desse método é melhorar a gestão do estoque pela determinação da quantidade de compras que leva ao custo total reduzido.

O Lote Econômico de Compras é, portanto, um processo de redução de custo por volume adquirido.

Agora que você viu essas dicas para reduzir custos com as compras da sua empresa, que tal se aprofundar entendendo sobre o Kanban no setor de compras e como obter vantagens com essa técnica.

Esse conteúdo foi útil para você? Desafio a deixar uma sugestão nos comentários de algo que você fez para reduzir custos no setor de compras da sua empresa. E contar, é claro, se funcionou!

Avalie esse Post